sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

ACM NETO VETA POLÍTICA NACIONAL DE ALFABETIZAÇÃO DE BOLSONARO EM SALVADOR

Foto: Luiza Lopes/bahia.ba

    Após vetar o projeto que instituía o ensino domiciliar (homeschooling) em Salvador, o prefeito ACM Neto (DEM) voltou a barrar outra proposta do vereador Alexandre Aleluia (DEM) ligada à educação.
     Aprovado no início de outubro pela Câmara, o texto propõe a adesão da rede municipal de ensino à Política Nacional de Alfabetização do governo Bolsonaro.
     Segundo o vereador, a medida teria como objetivo implementar programas e ações voltadas à alfabetização “baseada em evidências científicas”.
     Ao comemorar a aprovação da matéria, o vereador escreveu que Salvador iria “jogar o método Paulo Freire no lixo” e adotaria “o que realmente funciona, o que é comprovado”.
     No veto ao projeto, o prefeito ressalta que técnicos da Secretaria Municipal de Educação apontam que o Município já implantou a Política Educacional Nossa Rede, que defende que “a alfabetização ocorre através de práticas sociais, no uso competente da leitura e que é preciso compreender a natureza do sistema de representação, pois quando compreende a escrita como um sistema de codificação, o que se ensina é uma técnica que não exige um esforço de reflexão do aluno”.
    “Nesse sentido, não atende ao interesse público, sendo inclusive contraditório, descontinuar a Política Educacional Nossa Rede para adotar os princípios da Política Nacional de Alfabetização, considerando que os avanços obtidos são significativos e devidamente comprovados através do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB”, acrescenta o prefeito, ao apresentar veto total ao projeto.
FONTE: BAHIA.BA

Nenhum comentário:

Postar um comentário