quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

PREVIDÊNCIA, ORÇAMENTO, WEINTRAUB E RUI FORAM DESTAQUE ENTRE BAIANOS NA CÂMARA; VEJA

Previdência, orçamento, Weintraub e Rui foram destaque entre baianos na Câmara; veja

    Aprovada, mesmo que com texto que não agrada gregos ou troianos, esquerda ou direita, a Reforma da Previdência foi o tema mais discutido no primeiro ano da 56ª Legislatura da Câmara dos Deputados pelos parlamentares. No entanto, o baiano que mais falou sobre o tema aparece apenas na 12ª colocação no ranking desenvolvido pela própria Casa, batizado como “Parla”.

   O algoritmo com apelido carinhoso permite identificar a frequência de palavras e expressões nos discursos parlamentares. O “Parla” ainda permite fazer uma comparação entre os temas debatidos na Câmara no período entre 1º de fevereiro a 31 de dezembro de 2019.

   O texto da reforma foi aprovado no Congresso Nacional e encaminhado para promulgação em outubro de 2019, oito meses depois que chegou à Câmara.

   O Parla permite, além do tema, que se observe quais deputados federais mais trataram do tema em questão. Além do Pelegrino na 12ª posição, mesmo se licenciando do cargo no final de novembro, o deputado federal Valmir Assunção (PT) também aparece entre os 15 primeiros colocados, na posição 13. 

   O Poder Legislativo desempenha três funções primordiais para a consolidação da democracia: representar o povo brasileiro, legislar sobre os assuntos de interesse nacional e fiscalizar a aplicação dos recursos públicos. No plenário, os deputados tem a oportunidade de se expressar e defender os interesses dos eleitores.

   O segundo tema que mais foi pauta de discursos na Casa foi o salário mínimo. Após sessões de discussões o Congresso Nacional aprovou o texto-base da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020 e começou a valer no dia 1º de janeiro deste ano o novo salário mínimo nacional, de R$ 1.039. O valor representa um aumento de 4,10% em comparação com os R$ 998 vigentes em 2019. No dia 14 de janeiro, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o mínimo será elevado novamente, para R$ 1.045, a partir de fevereiro. Esse valor, no entanto, ainda não foi oficializado.

   Ao considerar os 15 deputados que mais discutiram o tema em plenário apenas um baiano aparece na lista, o petista Valmir Assunção.

   O ministro da Educação, Abraham Weintraub, também está entre os temas mais recorrentes tratados no plenário. A parlamentar baiana Alice Portugal (PCdoB), vice-presidente da Comissão de Educação da Casa, aparece em 9º lugar entre os deputados que mais comentaram sobre o titular do MEC.

   Em 2019 algumas medidas adotadas por Weitraub ganharam grande repercussão, a exemplo do contingenciamento de 30% do orçamento das universidades federais, a afirmação de que as universidades teriam plantações de maconha, além de ataques a Paulo Freire, e a confusão entre Kafka e Cafta.

FREQUÊNCIA DE DISCURSO ENTRE BAIANOS
   Os 39 deputados federais baianos seguiram a tendência nacional e o assunto mais discutido também foi a Reforma da Previdência. O nome do governador da Bahia Rui Costa (PT) também foi recorrente entre os parlamentares do estado, seguido por temas relacionados à PEC como Previdência Social e idade mínima do texto.

FONTE: BAHIANOTÍCIAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário