terça-feira, 24 de março de 2020

ACM NETO: ‘EM RELAÇÃO AO GOVERNO FEDERAL, PREFIRO FICAR COM POSIÇÕES DE MANDETTA’

Foto: Matheus Morais/bahia.ba

   Prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM, ACM Neto demonstrou mais uma vez descontentamento com as ações de seu aliado, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), sobre o novo coronavírus (Covid-19).
   Apesar de evitar falar sobre política para se dedicar totalmente às medidas de prevenção da doença na capital baiana, Neto disse nesta segunda-feira (23) que “em relação ao governo federal”, prefere “ficar com as posições” do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.
   “Vem tendo uma postura exemplar, vem agindo com total correção. Vem mantendo um diálogo permanente com prefeitos e governadores. Eu converso com o ministro quase todo dia. Vejo o quanto ele está mobilizado e preocupado. Então, eu prefiro ficar com a referência e o exemplo da atitude e das palavras do ministro da Saúde do que do presidente da República nesse caso”, afirmou, durante coletiva à imprensa.
    Não é a primeira vez que o prefeito demonstra insatisfação com atitudes de Bolsonaro. Recentemente, Neto chamou de “lamentável” a decisão do presidente em participar das manifestações do dia 15 de março, quando deveria estar em isolamento por suspeita de ter contraído a doença.
    Fundo eleitoral – Questionado pelo bahia.ba sobre seu posicionamento quanto ao uso do fundo eleitoral para combater o coronavírus e a possibilidade de suspensão das eleições deste ano, ele respondeu:
    “Tenho dito – e conversei com inclusive com o presidente Rodrigo Maia – que nesse momento não há espaço para tratar de qualquer tema político ou eleitoral. Eu vi ontem [domingo, 23], especulações sobre a possibilidade de prorrogação de eleições no Brasil. Ora, isso pode vir a acontecer? Não sei. Espero que não. Rezo a Deus que não. Espero que a gente não precise chegar a esse ponto e que o país consiga vencer o coronavírus antes dos prazos e do calendário eleitoral. Toda minha atenção está voltada para o esforço da Prefeitura na prevenção e, depois, na assistência às pessoas. Eu deixei inteiramente de lado a minha tarefa de presidente nacional do Democratas. Não tenho tratado de política. Não vou tratar de política, agora eu só trato de um assunto: coronavírus, trabalho da prefeitura e mobilização da cidade”.
FONTE: BAHIA.BA

Nenhum comentário:

Postar um comentário