quinta-feira, 2 de abril de 2020

PAULO GUEDES DETALHA MEDIDAS ECONÔMICAS PARA SAÚDE E MANUTENÇÃO DE EMPREGOS

Paulo Guedes detalha medidas econômicas para saúde e manutenção de empregos

     Após o presidente Jair Bolsonaro anunciar medidas econômicas para conter o impacto do coronavírus, o ministro da Economia, Paulo Guedes, deu uma breve explicação sobre o auxílio no valor de R$ 600 para os trabalhadores informais, além dos pacotes para empregos e municípios.

     Segundo ele, esse primeiro auxílio vai dar a oportunidade da população se defender da "primeira onda", que é o impacto primário da pandemia. Ele voltou a prever a "desarticulação econômica" em virtude das medidas de isolamento.

   "O presidente desde o início nos deu a missão de defender a saúde e o emprego dos brasileiros. A saúde o presidente pediu que lançasse a camada e foi ampliada para microempreendedores que possam sofrer impactos. Separamos o recurso de R$ 98 bilhões para que eles possam enfrentar a primeira onda. A primeira onda é a da saúde e a segunda é a desarticulação econômica, explicou.

    Guedes também citou o auxílio para que as empresas mantenham os seus colaboradores. Segundo ele, o empregador vai poder reduzir a jornada de trabalho dos seus funcionários em até 30% e o governo será responsável por pagar esse valor. O crédito para folha de pagamentos também foi citado.

    "Também vamos ajudar a manter os empregos. Vem R$ 51 bilhões que dão possibilidades. Podem reduzir a jornada em 20%, 30%, que o governo cobre. Se a empresa quiser reduzir, paga. Ou seja: estamos pagando as empresas para manter os empregos. O Tesouro está lançando um crédito para as empresas que resolverem manter o emprego. O dinheiro vai na veia para o trabalhador", disse Guedes, que também citou a ajuda inicial no valor de R$ 16 bilhões para estados e municípios.


    "O Mais Brasil que foi parte de promessa de campanha do presidente e ele está mandando R$ 16 bilhões para reforçar a luta onde o vírus está atacando. No ano passado mandamos R$ 12 bilhões e neste ano já começamos mandando R$ 16 bilhões, totalizando R$ 88 bilhões. São 22 planos kandir. Isso mostra o compromisso de fortalecer a federação brasileira", completou.

FONTE: BAHIA NOTÍCIAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário