segunda-feira, 25 de maio de 2020

LUÍS ROBERTO BARROSO ASSUME TSE EM CERIMÔNIA VIRTUAL NESTA SEGUNDA (25)

Brasília - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso toma posse como ministro efetivo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para um período de dois anos (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

    O ministro Luís Roberto Barroso toma posse, nesta segunda-feira (25), como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O ministro Edson Fachin assume como vice-presidente da Corte eleitoral. A gestão segue até fevereiro de 2022.
   A solenidade de posse acontecerá, pela primeira vez, sem convidados ou plateia presencial. Por causa da pandemia do novo coronavírus, ambos assumirão os novos cargos em sessão virtual. Estarão presentes apenas a ministra Rosa Weber, atual presidente do TSE, e o ministro Luis Felipe Salomão, escolhido para recepcionar Barroso em nome da Corte.
   Uma mesa de autoridades será composta virtualmente. Entre elas estão o presidente Jair Bolsonaro; os presidentes da Câmara, deputado Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre; e do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli. Também foram convidados o procurador-geral Eleitoral, Augusto Aras, e o presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz.
   Barroso assume o TSE no período em que deve definir se haverá ou não eleição municipal neste ano. Em reunião virtual com a Associação dos Magistrados Brasileiros, o ministro afirmou que, se houver adiamento, que seja o mais curto possível.
   Uma possibilidade é deixar o primeiro turno para 15 de novembro, no máximo dezembro. No entanto, Barroso rechaçou a hipótese de unificar os pleitos em 2022.
   “Por minha vontade, nada seria modificado porque as eleições são um rito vital para a democracia. Portanto, o ideal seria nós podermos realizar as eleições. Porém, há um risco real, e, a esta altura, indisfarçável, de que se possa vir a ter que adiá-las”, disse o ministro, na ocasião.
FONTE: BAHIA.BA

Nenhum comentário:

Postar um comentário