sexta-feira, 1 de maio de 2020

SECRETARIA DE SAÚDE DO GOVERNO RAIVAL FAZ NOTA DE ESCLARECIMENTO


    NOTA DE ESCLARECIMENTO.

    A Secretaria de Saúde de Apuarema por meio da Vigilância Epidemiológica e Atenção Básica, vem por meio desta, esclarecer uma publicação postada nas redes sociais sobre um suposto caso de paciente positivado para o novo coronavírus residente no município de Apuarema. 

    Faz-se lembrar que consta no plano de contingência do município para o COVID 19 que todas as informações e atualizações municipais acerca desta pandemia, serão divulgadas à comunidade por meio da página da ASCOM, da Prefeitura de Apuarema e boletins epidemiológicos. O paciente mencionado em tal publicação, residente na zona rural de Jaguaquara, sentindo dor no peito e desconforto respiratório, ligou para o SAMU 192 e a base da  SAMU de Apuarema foi acionada transportando o paciente ao Hospital Geral Prado Valadares. Após investigação dos sinais e sintomas do paciente, a equipe do HGPV isolou o mesmo classificando-o como suspeito para o novo coronavírus . No dia 24/04 foi coletado material para fechar diagnóstico e o resultado do exame foi negativo para o COVID 19 e o paciente recebeu alta hospitalar. 
     Deixamos claro que em nenhum momento o Núcleo de Vigilância Epidemiológica do Prado Valadares entrou em contato com a Secretaria de Saúde de Apuarema, até porque não faz parte do protocolo divulgar o caso até que este seja confirmado para que a equipe de saúde municipal possa iniciar o inquérito epidemiológico e todos os protocolos de atendimentos para o paciente, familiares e contactantes. Acrescentamos que realizamos hoje, data da alta hospitalar, a visita domiciliar ao paciente e constatamos que o paciente reside no município de Jaguaquara. Salientamos que esta informação já foi passada a regional de saúde para a transferência do caso ao município pertencente. Sendo assim, o boletim epidemiológico do Município de Apuarema permanece nesta data de 29/04/2020, às  18h50m como casos suspeitos para coronavírus (0), confirmados (0), em investigação (0). Mas, não é por isso que vamos nos descuidar, pelo contrário, vamos redobrar a atenção. Não sabemos ainda como essa informação antes mesmo de constar no sistema e chegar ao conhecimento dos técnicos responsáveis, se tornou pública de forma irresponsável por não conter informações baseadas em critérios epidemiológicos. Lembramos a todos que a notícia para ser veiculada deve conter fatos verídicos que possam ser comprovados. Fake news é crime! Vamos agir com responsabilidade e publicar apenas a verdade.

Ascom Apuarema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário