segunda-feira, 17 de agosto de 2020

NO GOVERNO BOLSONARO BRASIL CHEGA AO MENOR NÍVEL DE DESIGUALDADE SOCIAL DA HISTÓRIA, SEGUNDO ESTUDO DA USP


   Segundo matéria publicada pelo portal Globo.com nesse sábado dia 16/08, a desigualdade brasileira chega ao menor nível histórico, mesmo durante a maior pandemia sanitária do século.

   Segundo o portal, o cálculo inédito feito pelo sociólogo Rogério Barbosa, do Centro de Estudos da Metrópole da USP, relata que um dos principais motivos para essa diminuição da desigualdade, está sendo a “injeção” de mais de R$ 50 bilhões por mês para a população mais vulnerável do nosso país.

A manchete do portal diz:

Auxílio emergencial: injeção de R$ 50 bi por mês faz desigualdade de renda cair ao menor patamar da História

   A reportagem ainda relata que segundo o estudo, sem esse auxílio, a crise econômica provocada pela pandemia teria feito o Brasil retroceder ao mesmo nível de concentração de renda de 50 anos atrás.

   Especialistas apontam formas de transição do auxílio emergencial para outro programa que terá que ser mais abrangente, o que já vem sendo estudado pelo governo Federal, que provavelmente será chamado de “Renda Brasil”.

   Outros fatores tem contribuído para a recuperação econômica do país, como a diminuição da taxa Selic, que chegou ao menor patamar da história, e investimentos em diversos setores, como da infraestrutura.

 Outra ação importante do governo federal tem sido a retomada da transposição do Rio São Francisco, que tem abastecido centenas de milhares de pessoas no nordeste. Essa conquista também tem fomentado o aquecimento da economia e melhorado a qualidade de vida das pessoas de regiões mais pobres do país.

FONTE: TERRABRASILNOTÍCIAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário